1_LOGO_COLOR_BLANCO_PNG.png

Blog 

Tendências e gestão da empresa tecnológica no século XXI.

Lúcido

Como detetar e agir perante um caso de Phishing

Nos últimos meses tem havido um aumento significativo da fraude conhecida como Phishing. Ocorre através de mensagens ou e-mails do nosso banco ou instituição bancária. Imitam a identidade destas empresas para roubar informações financeiras sensíveis, pedindo-nos que confirmemos certos dados pessoais associados ao desbloqueio da nossa conta.


Para se fazerem passar por instituições financeiras, utilizam frequentemente endereços de e-mail muito semelhantes aos reais. Os seus links direcionam-nos a plataformas muito semelhantes aos websites dos próprios bancos, mas que na realidade escondem websites fraudulentos que visam roubar os dados de acesso às nossas contas bancárias. Noutras ocasiões, estas mensagens podem ter em anexo um ficheiro de malware que irá infetar o nosso computador e, pior ainda, até uma organização inteira.


Como agir se acedeu a uma ligação suspeita ou forneceu informação sensível?


Se já acedeu ao link e introduziu as credenciais de acesso à sua conta bancária, o nosso conselho é que altere a sua palavra-passe de acesso ao banco online o mais rapidamente possível, e que contacte a entidade bancária para relatar a situação. Além disso, recomenda-se que altere a palavra-passe de todos os serviços em que utilize a mesma senha.

Se forneceu as credenciais da sua conta financeira, recolha todas as provas de que dispõe (capturas de ecrã, e-mails, mensagens, etc.) e contacte as Forças e Corpo de Segurança do Estado (FCSE) para apresentar uma queixa.


Como orientações gerais, para evitar tornar-se vítima deste tipo de fraudes, recomenda-se o seguinte:


Não abrir e-mails de utilizadores desconhecidos ou não solicitados; apagá-los imediatamente.

  • Ter em consideração que, caso o e-mail tenha origem numa entidade bancária legítima, nunca irá conter links para a sua página de login ou anexos.

  • Não responder a estes e-mails, em circunstância alguma.

  • Ser cauteloso ao abrir links ou descarregar anexos em e-mails, SMS, mensagens WhatsApp ou redes sociais, mesmo que sejam de contactos conhecidos.

  • Manter sempre o seu sistema operativo e software antivírus atualizados. No caso do antivírus, verificar se o mesmo está ativo.

  • Certificar-se de que as contas de utilizador dos seus funcionários utilizam palavras-passe fortes e sem permissões de administrador.